Encontro de Comunicação Intercultural & Cultura Visual sobre “Imagens e Narrativas (Pós)-Coloniais”

Ao longo das últimas décadas, o cinema, a publicidade, a fotografia, a literatura, as notícias, os manuais escolares, entre outros meios, têm moldado as nossas perceções sobre “nós” e os “outros”, contribuindo frequentemente para o reforço de estereótipos e preconceitos entre os mais diversos grupos humanos, mas também para o questionamento de tais estereótipos e a construção de novos cânones.

As narrativas pós-coloniais questionam o sujeito, a linguagem, a análise literária e cultural, (re)conceptualizando-as. Encontram-se comprometidas com a crítica, a exposição, a desconstrução, a contra-hegemonia, e a transcendência das presenças e dos “legados” coloniais.

Os Grupos de Trabalho de Comunicação Intercultural e de Cultura Visual da Sopcom convidam à apresentação de propostas de comunicação que procurem precisamente o debate crítico e contra-hegemónico, desconstruindo imagens e narrativas (pós)coloniais. Este é um momento de encontro e debate de natureza multi e interdisciplinar, pelo que a apresentação de propostas está aberta a investigadores provenientes de diferentes áreas do conhecimento e das artes, que trabalhem sobre as temáticas em questão.

Oradores convidados:

Diana Andringa (sujeita a confirmação) – nasceu em 1947, no Dundo, Lunda-Norte, Angola, vindo para Portugal em 1958. Em 1964 ingressou na Faculdade de Medicina de Lisboa, que abandonou para se dedicar ao jornalismo. Em 1968, frequentou o 1º Curso de Jornalismo criado pelo Sindicato dos Jornalistas e entrou para a Vida Mundial, de onde saiu no âmbito de uma demissão coletiva. Desempregada, foi copywriter de publicidade, trabalho que a prisão pela PIDE, em janeiro de 1970, interrompeu. Condenada a 20 meses de prisão por apoio à causa da independência de Angola, voltou ao jornalismo. De 1978 a 2001 foi jornalista na RTP. Foi também cronista no Diário de Notícias, na RDP e no Público e fugaz diretora-adjunta do Diário de Lisboa. Atualmente documentarista independente – Timor-Leste, O sonho do Crocodilo; Guiné-Bissau: As duas Faces da Guerra; Dundo, Memória colonial; Tarrafal: Memórias do Campo da Morte Lenta – regressou à Universidade, doutorando-se em Sociologia da Comunicação pelo ISCTE em 2013. Estreou recentemente o seu documentário Guiné-Bissau: Da Memória ao Futuro (2019).

Nuno Coelho – é um designer de comunicação português que vive no Porto, é professor do curso de Design e Multimídia na Universidade de Coimbra (UC) e pesquisador no Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX (CEIS20). Doutorado em Arte Contemporânea pela Universidade de Coimbra, desenvolveu projetos no cruzamento entre design e arte, levantando questões sociais e políticas. Curador e organizador de exposições coletivas e conferências públicas, tem três livros publicados e tem trabalhado tópicos relacionados com a identidade e memória coletivas, explorando as imagens visuais e os arquivos de marcas históricas portuguesas e instituições. Tem ainda como principal interesse de investigação a cultura material, a semiótica visual e a representação. Exibiu o seu trabalho, deu palestras, participou de conferências e / ou realizou workshops na Austrália, Áustria, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Etiópia, França, Alemanha, Grécia, Irão, Itália, Lituânia, México, Palestina, Portugal, Sérvia, Espanha, Suécia e Reino Unido. www.nunocoelho.net

Submissões de propostas:

Os resumos deverão explicar de forma clara o contexto da pesquisa e/ou intervenção a apresentar na conferência. Devem indicar os processos, objetivos, pressupostos conceptuais e metodologia, bem como os resultados expectáveis ou alcançados. Os resumos devem conter no máximo 300 palavras e 5 palavras-chave. Devem, também, ser acompanhadas por uma curta biografia do(s) autor(es) (max. 150 palavras), que deve incluir a sua afiliação e informações de contacto. As submissões devem ser enviadas para um dos seguintes endereços eletrónicos: grupotrabalhoculturavisual@gmail.com | gtcomunicacaointercultural@gmail.com

Datas importantes:

Submissões: até 28 de fevereiro de 2020
Comunicação dos resultados: 20 de março de 2020
Inscrições: até 10 de maio de 2020

Taxas:

Taxa de Inscrição: 30€
Taxa de Inscrição para estudantes ou para sócios da Sopcom: 20€

Mais informação aqui.

[Publicado: 03-02-2020]