Ece Canlı é investigadora e artista. Concluiu o seu doutoramento pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto e o MFA pela Konstfack University College of Arts, Crafts and Design (na Suécia). As suas ferramentas de investigação incluem textos, voz, som e artefatos. O seu trabalho centra-se nas epistemologias feministas e queer, descolonialidade, regimes materiais e políticas corporais; mais especificamente, constituições sócio-espaço-materiais de género, sexualidade, raça e outras categorias de identidade.

É membro fundador do coletivo de investigação Decolonising Design Group e actualmente investigadora no Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade da Universidade do Minho, onde investiga as condições e implicações do ‘encarceramento queer‘ do ponto de vista da materialidade – design, arquitectura e tecnologias emergentes em particular.