Maria João Nunes é licenciada em Antropologia pela Universidade Nova de Lisboa e mestre com especialização em Culturas em Cena e Turismo, pela mesma universidade. Desde 2010 a antropóloga tem trabalhado em projectos de investigação na área do património imaterial e do desenvolvimento local em diferentes regiões de Portugal, mas sobretudo no norte do país, nomeadamente em Guimarães. Dos projectos em que esteve envolvida destacam-se o estudo de festividades locais para o Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial, o levantamento dos conteúdos museológicos para a Casa da Memória em Guimarães e o estudo sobre impactos das energias renováveis nas comunidades locais, e no decorrer dos quais realizou centenas de entrevistas a diversos actores desde comunidades locais, associações e organizações não-governamentais, a autarquias e empresas. No último ano e meio a antropóloga tem trabalho no projecto de candidatura da Festa da Bugiada e Mouriscada ao Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial no Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS) da Universidade do Minho.

Atualmente, a antropóloga destaca a importância do património imaterial no seio das comunidades locais, sobretudo na sua articulação com questões relativas à identidade e ao desenvolvimento local.