Manuel Pinto refletiu sobre a Educação para os Média na biblioteca de Braga

Decorreu, na noite do dia 24 de outubro, na Biblioteca-Lúcia Craveiro da Silva, em Braga, mais um Encontro de Cidadania. A iniciativa mensal promovida pela Civitas-Braga, Associação para a Defesa e Promoção dos Direitos Humanos, foi dedicada à Literacia Mediática. Desta feita, o convidado foi Manuel Pinto, Professor Catedrático na Universidade do Minho, especialista em políticas de comunicação e educação para os média e investigador do CECS.
O evento integrou o conjunto de ciclos de pensamento e debate que a Associação Civitas-Braga vem promovendo todas as últimas terças feiras do mês, há mais de dez anos. Iniciou-se com a questão de saber se a comunicação resulta ou não dos média, a qual conduziu a outra: o que é necessário para o leitor apreender os significados para além do visível? E ainda ao questionamento sobre a paradoxal falta de transparência dos média sobre si mesmos. Quem produz os conteúdos? E porque os produz? Que missão/finalidade cumprem?

Dos média convencionais, dos analógicos aos digitais, às redes sociais como via privilegiada para produção e transmissão de informação, Manuel Pinto enquadrou a problemática captando a atenção dos presentes. Com a casa preenchida de cidadãos atentos, a conferência foi aberta à discussão, encerrando com um vídeo da European Association for Viewers Interests, sobre a importância de sermos média competentes e a relevância dos média para vivermos em liberdade e para participar ativamente na sociedade.
A Civitas-Braga, pretende com estes Encontros expandir o horizonte de aplicação dos Direitos Humanos, alimentando o espírito de diálogo democrático e de cidadania.

Texto: Inês Granja
Foto: José Rocha